Ipatinga, 27 de Fevereiro de 2021
NOTÍCIAS

Estação Memória na 7ª Primavera dos Museus



De 23 e 29 de setembro, Ipatinga integra programação que acontece em todo o país, com temática na Cultura Afro-Brasileira

Uma semana inteira dedicada à Cultura Afro na 7ª Primavera dos Museus de Ipatinga. A partir desta segunda-feira (23), a cidade terá atividades relativas ao tema “Museus, Memória e Cultura Afro-Brasileira”, sugerido pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) em 2013. A Estação Memória será sede da programação, por se tratar do principal museu que abriga documentos e recebe atividades culturais no município. Exposição, debate, apresentações de dança e teatro sobre o temário nacional fazem parte das atividades que acontecerão no espaço.

A semana começa com a exposição “Memória e Cultura Afro-Brasileira”, reunindo peças, utensílios, instrumentos musicais e fotografias relativas à história, cultura e os modos de vida da comunidade afro-descendente, com acervo cedido pela Associação Desportiva e Cultural de Capoeira Quilombo do Queimado e organizado pelos artistas Maria Cloenes e Elias Ferreira. Ainda na segunda-feira, às 18h, haverá uma mesa-redonda abordando temas relativos às políticas públicas e principais avanços dos grupos de resistência da Cultura Afro-Brasileira no país. Serão discutidos assuntos como a Lei 10.639, a cota para negros nas universidades, entre outros.

A partir das 18h de terça-feira (24), o público poderá ver um show de música e dança afro do Grupo de União e Consciência Negra de Ipatinga (Grucon), que resgata as raízes da cultura afro com cantigas e brincadeiras infantis, folguedos cantados em momentos de celebrações familiares e músicas de terreiro.

A partir das 19h a Associação Desportiva e Cultural de Capoeira Quilombo do Queimado toma conta da Estação Memória com uma sequência de encenações de curta duração. “Morte do pescador” conta a história dos capoeiristas que viviam da pesca e arriscavam a vida em alto mar para garantir o sustento da família. “História de uma luta” retoma a chegada do negro no Brasil e a sua exposição em praça pública para o mercado livre. A trama revela também como surgiu a capoeira, uma luta inventada pelos negros para fugir da opressão dos senhores de engenho. Para simbolizar a dança dos negros nos canaviais, o grupo apresentará ainda “Maculelê”, coreografia de origem afro-indígena que quase foi extinta, mas foi resgatada pelo saudoso Popó do Maculelê, na região de Santo Amaro (BA). Por fim, o grupo mostra a “Puxada de rede” (ou Rede de Xaréu), que conta a história de uma pescaria bem sucedida e revela a alegria dos pescadores.

Ao todo, 884 museus e centros culturais brasileiros participam da 7ª Primavera dos Museus, com mais de 2,6 mil apresentações culturais. O evento acontece sempre no início da primavera, nos mesmos moldes da Semana Nacional de Museus, mobilizando os museus num esforço concentrado de suas programações em torno de um mesmo tema. Mais informações sobre os eventos na Estação Memória podem ser obtidas na Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer de Ipatinga, pelo telefone (31) 3829-8059.


 

Copyright © 2012 Todos os Direitos Reservado - www.euamoipatinga.com.br
Eu Amo Ipatinga - E-mall : contato@euamoipatinga.com.br