Ipatinga, 27 de Fevereiro de 2021
NOTÍCIAS

Projeto de lei padroniza cor de táxis em Ipatinga

Alteração proposta pelo vereador Jadson atende a pedido da categoria e foi aprovada nesta segunda em 1ª votação


Os táxis devem ser padronizados com a cor cinza, mais fácil de limpar e ambientalmente correta

Os táxis agora têm a cor cinza como padrão. Essa mudança só foi possível porque os vereadores aprovaram uma alteração da lei 508 de 14 de janeiro de 1975. A mudança atende a um pedido dos próprios taxistas e foi proposta pelo vereador Jadson Heleno (PPS).

Para o taxista João Vidal Sobrinho, a medida irá colocar no papel uma regra que existe na prática. “Agora, com a regra em lei, fica padrozinado para todos e não para aqueles que conversam entre si. Optamos pela cor prata, porque é a que suja menos e é a mais fácil de limpar”, disse o taxista.

É o Executivo quem define as regras para quem possui uma permissão e propõe mudanças e adequações no serviço.

“Propus a alteração na lei para garantir aos taxistas a tranquilidade que eles ainda não tinham. A cor prata é ambientalmente correta, pois, além de ser discreta aos olhos da população, não agride a paisagem urbana”, acentuou Jadson.

Os taxistas acompanharam a votação e agradeceram pessoalmente ao vereador Jadson por ter abraçado a causa. A proposta aprovada agora segue para o Executivo e deverá ser sancionada nos próximos dias.

MOTORISTA

Também aprovado nas reuniões ordinárias do mês de setembro o projeto de lei 126/13, de autoria de Fábio Pereira, Fabinho do Povo (PSL), instituindo no calendário oficial de eventos do município de Ipatinga o Dia Municipal do Motorista.

De acordo com a proposta, o Dia Municipal do Motorista será comemorado em 25 de julho.

CARGOS DE CONFIANÇA

Seguirá agora para a sanção da prefeita Cecília Ferramenta proposta que obriga o governo municipal a divulgar, a cada três meses, dados relativos aos cargos de confiança do Executivo.

Trata-se do projeto de lei 111/13, que obteve votação unânime nas duas vezes em que foi apreciado em plenário e passará a ter validade assim que for publicado no Diário Oficial do município.

Para o autor da proposta, vereador Roberto Carlos (PV), a intenção é dar mais transparência para esse tipo de contratação, que hoje chega a quase 400 funcionários, com salários, somados, de cerca de R$ 1,5 milhão por mês.

“A população tem direito de saber quem está trabalhando na Prefeitura e saber qual é a relação deles com o município, para que possamos evitar a prática do empreguismo”, disse o parlamentar.

O projeto defende uma publicação específica para os contratados, e o vereador sugere que ela seja feita por meio da internet.

“Os dados poderiam estar disponíveis na internet da mesma maneira como ocorre com o Portal da Transparência e Diário Oficial”, disse o parlamentar.

A divulgação englobaria desde secretários de governo até diretores das escolas municipais.

. “Pé na Faixa” também é aprovado

A Câmara Municipal aprovou nesta segunda-feira (23), por unanimidade, em segunda votação e redação final, o projeto de lei de autoria do vereador Nilsin da Transnil (PRTB) que garante prioridade aos pedestres que efetuarem a travessia de ruas e avenidas nas faixas próprias.

De acordo com o autor, “a preocupação em criar a lei partiu do meu sentimento em relação à necessidade de se estabelecer essa prerrogativa tão importante para os pedestres, no âmbito do município de Ipatinga”.

“Tivemos um grande crescimento populacional nos últimos tempos e, consequentemente, um expressivo aumento na frota de veículos no município. Também aumentou significativamente o volume de automotores de outras cidades que circulam regularmente em Ipatinga. Com isso, está cada dia mais complicado para o pedestre efetuar a travessia de ruas e avenidas, haja vista que os semáforos são em quantidade insuficiente para regular esta prática. Mas é importante destacarmos que os pedestres terão que se conscientizar sobre a necessidade de efetuarem a travessia, utilizando-se das faixas e das passagens elevadas, devidamente sinalizadas, para que tenham seus direitos garantidos e não atrapalhem o fluxo de veículos”, destacou.

Para o presidente da Câmara, vereador Ley, O projeto “Pé na Faixa” será um importante instrumento de educação do trânsito na cidade. “Nós sabemos a situação caótica em que se encontra o sistema viário em Ipatinga, já tendo chegado ao patamar do intolerável nos horários de pico. Por isso mesmo, avalio que com a sanção desta lei criamos um estímulo para que o município exerça seu papel de conscientização e educação sobre o trânsito, tanto para motoristas quanto para pedestres. É uma ação que deve ter um foco amplo, um trabalho a médio e longo prazo, mas que precisa ser iniciado o mais breve possível. Claro que inicialmente com um viés educativo, mas que se preciso for terá que partir para o lado punitivo. O que estamos defendendo é a vida humana, o respeito pelo cidadão, a educação no trânsito. Em uma situação futura, só será penalizado aquele motorista que não se conscientizar sobre a obrigatoriedade de respeitar os direitos dos pedestres. Por sua vez, para que a lei atinja seus objetivos, é preciso que os pedestres também estejam conscientes dos seus direitos, mas igualmente dos seus deveres”.

Fonte: http://www.diariopopularmg.com.br


 

Copyright © 2012 Todos os Direitos Reservado - www.euamoipatinga.com.br
Eu Amo Ipatinga - E-mall : contato@euamoipatinga.com.br