Ipatinga, 20 de Agosto de 2019
NOTÍCIAS

Caso Rodrigo Neto chega a sete dias sem apuração

- A assessoria da PC reafirma que as investigações permanecem sob sigilo e nenhuma informação sobre o andamento do caso será divulgada antes das conclusões


Caso Rodrigo Neto chega a sete dias sem apuração

O delegado titular do Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa, Emerson Morais, permanece no Vale do Aço com uma equipe de investigadores, à procura de informações que levem aos autores da execução do repórter Rodrigo Neto de Faria, de 38 anos, ocorrida na madrugada de 8 de março.

A assessoria da Polícia Civil em Belo Horizonte reafirma que as investigações permanecem sob sigilo e nenhuma informação sobre o andamento do caso será divulgada antes das conclusões.

Ontem, o Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Minas Gerais (SJPMG) preparou a entrega, no mais tardar hoje, de uma carta elaborada em Ipatinga e assinada pelo Comitê Rodrigo Neto, reivindicando agilidade nas investigações. O documento será entregue à Secretaria de Estado de Defesa Social.

Para o vice-presidente do SJPMG, que esteve na terça-feira, 12, em Ipatinga, a situação é muito grave. “Hoje também vamos à Comissão de Direitos Humanos da Ordem dos Advogados de Minas Gerais (OAB-MG), pedir apoio à mobilização. O que pudemos perceber no Vale do Aço é uma situação muito grave. Este crime precisa ser apurado, assim como aqueles que o repórter tanto denunciou e sobre os quais cobrava respostas”, concluiu.




 

Copyright © 2012 Todos os Direitos Reservado - www.euamoipatinga.com.br
Eu Amo Ipatinga - E-mall : contato@euamoipatinga.com.br