Ipatinga, 17 de Julho de 2019
NOTÍCIAS

Lagoa do PARQUE IPANEMA reabastecida

Promotor que acompanhou as ações para reabastecer o nível da água do lago destacou a importância da participação popular no processo


Desde ontem equipes utilizam equipamentos para bombear água para a lagoa

Após o esvaziamento da lagoa do Parque Ipanema ter chegado a um ponto crítico no fim da última semana, com peixes agonizando em meio ao lamaçal que havia tomado a maior parte da área, nessa segunda-feira (15), o nível da água foi elevado e já se aproximava do seu leito normal. Em comunicado enviado à imprensa, a Prefeitura de Ipatinga informou que, durante o feriado prolongado, profissionais trabalharam em uma ação emergencial para elevar o nível da água e solucionar o problema existente.

A iniciativa da administração pública foi adotada após uma intervenção da Polícia Militar de Meio Ambiente e do promotor de Justiça de Defesa do Meio Ambiente de Ipatinga, Walter Freitas de Moraes Júnior, na última quinta-feira. A lagoa do Parque Ipanema possui uma área de 13 mil m², e é alimentada por duas bombas conectadas a poços artesianos. Segundo a PMI, recentemente, a ação de vândalos destruiu o painel de força responsável pelas bombas de alimentação, o que acabou queimando uma delas. “Com a danificação de um dos equipamentos, agravada pelo atual período de seca, o nível de água da lagoa baixou”, reiterou a administração, em nota.

“A administração municipal já providenciou a restauração do painel de força e substituiu a bomba queimada por uma nova, adquirida em Belo Horizonte. Além disso, técnicos da Sesuma providenciaram uma bomba auxiliar para transferir água do ribeirão Ipanema para a lagoa do parque, em caráter emergencial”, disse a secretária municipal de Serviços Urbanos e Meio Ambiente, Cláudia Brum.

Conforme a administração pública, com o funcionamento das duas bombas conectadas aos poços artesianos e a transferência de água do ribeirão Ipanema, em breve o lago do principal cartão postal de Ipatinga estará com o nível de água normalizado. “O risco de mortalidade dos peixes não ocorre mais”, cita a nota distribuída pela administração municipal.

. Acompanhamento

Na tarde de ontem, o promotor de Justiça, Walter Freitas, esteve no local para acompanhar às ações desempenhadas pela PMI. “O MP está presente para acompanhar os resultados das ações emergenciais que foram acordados na semana passada e, que parecem que estão sendo efetivas para se evitar uma situação ainda mais trágica envolvendo a questão ambiental”, ponderou.

Walter Freitas destacou a importância da participação de cidadãos no assunto. “Esse é um patrimônio do município, tombado, inclusive. O acompanhamento e a participação da população são fundamentais na preservação de todos os patrimônios tombados e históricos do município”, acrescentou.

Quanto à autuação da administração pública do município, a Promotoria de Justiça aguarda o encaminhamento dos relatórios que foram feitos pela Polícia de Meio Ambiente e técnicos da Sesuma, na visita da última semana. “O foco está na efetividade das medidas emergenciais acordadas”, enfatizou o representante do Ministério Público. Os resultados devem ser informados ao órgão ainda nesta semana.

Fonte: http://www.diariodoaco.com.br/noticias.aspx?cd=67285




 

Copyright © 2012 Todos os Direitos Reservado - www.euamoipatinga.com.br
Eu Amo Ipatinga - E-mall : contato@euamoipatinga.com.br