Ipatinga, 13 de Agosto de 2020
NOTÍCIAS

Caminhoneiros em greve interditam onze pontos das estradas federais em Minas

Categoria ocupa onze trechos de estradas federais em Minas Gerais. Estado é o que registra o maior número de bloqueios


Ontem, manifestantes provocaram longo engarrafamento ao fechar trecho da BR-040, em Congonhas

As principais rodovias que cortam Minas Gerais continuam ocupadas nesta terça-feira por caminhoneiros em greve nacional. Esse é o segundo dia de mobilização da categoria. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), os bloqueios estão sendo feitos na BR-040, que liga o estado ao Rio de Janeiro, e em vários trechos da BR-381. A BR-251, também foi bloqueada em Montes Claros, na Região Norte de Minas.

Na BR-040, o trânsito está interrompido na altura do km 807, no município de Matias Barbosa, no sentido Rio de Janeiro, onde apenas caminhões são proibidos de trafegar. Interdição também no km 563, trevo Ouro Preto. O trânsito flui pela faixa da esquerda apenas para veículos de passeio. Às 14h10, a PRF informou pelo Twitter que o trânsito havia sido totalmente bloqueador pelos manifestantes. Antonio Vander Silva Reis, presidente do Sindicato dos Transportadores Autônomos de Carga de Minas Gerais, informou que o fluxo de carros no trevo de Ouro Preto segue as orientações da manifestação, permitindo a passagem de carros de passeio e de cargas de materiais perecíveis ou perigosos.

Caminhoneiros também ocupam a BR-040, no km 295, em Antônio Dias. Nesse trecho, a pista está parcialmente liberada para automóveis e ônibus e caminhões não passam.

Em Cristiano Otoni, na Região Central de Minas, a BR-040 foi bloqueada por manifestantes na altura do km 650. Os dois sentidos da estrada foram bloqueados para os caminhões.

Na BR-381, há registro de bloqueios provocados por caminhoneiros em protesto no km 513, em Igarapé (Fernão Dias); no km 589 em Carmópolis de Minas; no km 617 em Oliveira e nos kms 636 e 648 em Santo Antônio do Amparo. Os manifestantes também chegaram a tomar o km 274 da BR-381, em Jaguaraçu, mas a pista está totalmente liberada. Interdições por parte dos manifestantes também no km 359, em João Monlevade, na Região Central do estado.

Caminhoneiros também ocupam o km 516, da BR-251, em Montes Claros. Segundo a PRF, a pista está interditada nos dois sentidos e os veículos de carga não passam.

Na maioria das rodovias, os bloqueios são feitos apenas para o tráfego de caminhões. A passagem de carros de passeio e de ônibus e caminhões com carga perecível e perigosa está liberada.

Manifestações semelhantes ocorrem em pelo menos seis estados. Rio de Janeiro, Bahia, Espírito Santo, Paraná, e Rio Grande do Sul registram protestos em rodovias federais. Já em São Paulo, a interdição dos dois sentidos da rodovia Cônego Domenico Rangoni, na altura do km 250, já dura 24 horas.

Segunda-feira pesada

As manifestações tiveram início nesta segunda-feira. Foram 12 rodovias interditadas no estado, o maior número no país, segundo a Polícia Rodoviária Federal. O governo obteve liminar na Justiça Federal que proíbe o bloqueio das rodovias, inclusive com multa de R$ 10 mil por hora aos responsáveis. A Advocacia-Geral da União informou que caberá à PRF desobstruir as estradas.

O primeiro dia de greve começou com grande número de caminhões parados, principalmente na 381 e na 040, com congestionamentos que chegaram a 16 quilômetros. A paralisação foi convocada em todo o país pelo Movimento União Brasil Caminhoneiro (MUBC).

O presidente da entidade em Minas, Geraldo Eugênio de Assis, disse que a categoria reivindica aprovação imediata de projeto de lei que aprimora a Lei 12.619/12 (Lei do Descanso), em discussão no Congresso, reduzindo o tempo de descanso de 11 para oito horas diárias, além da redução de tributos no óleo diesel e isenção de pagamento do pedágio para veículos de carga.

A previsão é de que a paralisação se estenda até as 6h de quinta-feira.


 

Copyright © 2012 Todos os Direitos Reservado - www.euamoipatinga.com.br
Eu Amo Ipatinga - E-mall : contato@euamoipatinga.com.br