Ipatinga, 17 de Janeiro de 2020
NOTÍCIAS

Menores invadem e furtam escola durante a madrugada

Aulas tiveram que ser canceladas; responsáveis pelo crime são irmãos e foram apreendidos junto com a mãe nesta segunda-feira


Marcas do vandalismo: alimentos espalhados pelo chão da cantina da escola

A escola municipal Terezinha Nívia de Oliveira Lopes, no bairro Nova Esperança, foi alvo da ação de vândalos no último domingo (7). Durante a madrugada, dois menores pularam o muro da instituição, danificaram a estrutura física do imóvel e furtaram diversos itens de informática, eletrônicos e alimentos.

Conforme a direção da escola, os invasores arrombaram salas, destruíram equipamentos, espalharam objetos utilizados nas atividades de ensino e queimaram documentos. O acontecimento fez com que a direção da escola cancelasse as aulas nesta segunda-feira (8) nos dois períodos em que funciona – matutino e vespertino. Segundo funcionários, o vandalismo impossibilitou a realização das aulas e os alunos que se dirigiram ao estabelecimento pela manhã, foram orientados a retornarem para casa. A Prefeitura de Ipatinga informou que o retorno será normalizado nesta terça-feira (9).

Logo após o registro da ocorrência, ainda no domingo, a PM deu início a um trabalho de rastreamento no intuito de esclarecer os fatos, identificar e prender os autores e recuperar os produtos furtados. Foram feitos contatos com alunos, funcionários e moradores da comunidade em geral, que levaram os policiais até dois menores, no final da manhã desta segunda.

CONFISSÃO

Os adolescentes K. T. S. O, de 14 anos, e seu irmão, V. M. S. O, de 15, admitiram serem os responsáveis pelo vandalismo. Durante a operação, a mãe dos menores também acabou presa por, segundo a PM, acobertar o ato infracional praticado por seus filhos, já que todos os produtos levados da escola estavam guardados em sua residência.

Na casa, a PM encontrou e apreendeu dois computadores, seis monitores e cinco teclados; dois aparelhos de telefones fixos, um aparelho de sanduíche, extensões elétricas, dois toca discos, um forno microondas, estabilizadores, caixas de som, um roteador, além de diversos gêneros alimentícios como arroz, feijão, biscoitos e frutas.

Os menores e a mãe foram, respectivamente, presos e apreendidos em flagrante, tendo sido encaminhados à Delegacia de Polícia de Ipatinga, juntamente com os produtos apreendidos. Já os alimentos foram restituídos à escola após prévio entendimento da autoridade policial, devido ao seu caráter perecível. Ainda no domingo, a Polícia Civil havia dado início ao processo de perícia técnica e de investigações para identificação dos autores. Segundo informações da PM confirmadas por funcionários da escola, nenhum dos envolvidos estudam na instituição.

NOTA

Ontem, pela manhã, a Prefeitura de Ipatinga, por meio da recém criada Secretaria de Segurança e Convivência Cidadã, emitiu nota lamentando o ocorrido. Segundo o Governo, a unidade de ensino recebeu os reparos necessários para garantir a normalidade do retorno às aulas nesta terça-feira.

Ainda conforme o Executivo, a Secretaria de Segurança conta atualmente com cerca de 200 vigilantes contratados por concurso público e realiza estudos técnicos para implantação de um sistema de vigilância eletrônica nas escolas e nos demais equipamentos públicos do município.

A Escola Municipal Terezinha Nívia de Oliveira Lopes, que iniciou suas atividades em fevereiro de 2005, atende a alunos do 1º ao 9º ano do Ensino Fundamental. No primeiro semestre deste ano recebeu cerca de 450 matrículas nos períodos da manhã e tarde.

Fonte: http://www.diariopopularmg.com.br


 

Copyright © 2012 Todos os Direitos Reservado - www.euamoipatinga.com.br
Eu Amo Ipatinga - E-mall : contato@euamoipatinga.com.br