Ipatinga, 9 de Agosto de 2020
NOTÍCIAS

MP instaura Inquérito para investigar reforma de igreja

Estudo técnico poderá referendar valor histórico e cultural da igreja de Timóteo


Reforma divide opiniões entre os timoteenses católicos ou não

O Ministério Público de Timóteo instaurou um Inquérito Civil Público para apurar detalhes sobre o processo de reforma da Paróquia São José Operário. Nessa segunda-feira (8) o promotor de Justiça da 3ª Vara da Promotoria de Timóteo, Képler Cota Cavalcante, curador do patrimônio histórico e cultural, solicitou um estudo técnico para avaliar a importância histórica, cultural e artística da antiga igrejinha, como é conhecida.

Conforme reportagem publicada pelo DIÁRIO DO AÇO na edição de domingo (7), o pároco responsável pela igreja, Pascifal José, confirmou a existência de um projeto em andamento, para ampliar e reformar o templo. Pascifal José considera urgente a reforma, pois a nave da igreja não comporta os cerca de 1.500 fiéis que frequentam as missas todos os domingos.

Ainda não há detalhes sobre o projeto, mas a igreja, construída na década de 1950, pode perder características originais de sua arquitetura. A apresentação da planta deve ser feita no prazo de 90 dias, em praça pública para o conhecimento da comunidade, antecipa o religioso.

O secretário municipal de Juventude, Cultura, Esportes e Lazer, Márcio Gomes, informou que a igreja de São José não é tombada como patrimônio histórico municipal, mas apenas inventariada. Um levantamento técnico sobre todos os prédios revestidos de características culturais e históricas do município ainda está em andamento, pontua Gomes.

A assessoria de Comunicação do MP esclareceu que, diante dos rumores da reforma ou de uma possível demolição das paredes da igreja, foi encaminhado, pelo Ministério Público, um ofício pedindo explicações ao pároco Pascifal José, e também à Prefeitura de Timóteo.

. Estudo

A Assessoria do MP informou também que, nessa segunda-feira (8), o promotor Képler Cota Cavalcante solicitou um estudo ao Centro de Apoio Técnico (Ceat) do Ministério Público, para verificação das condições do prédio da igreja e referendar o valor histórico, cultural e artístico do templo.

O resultado do estudo deve sair no prazo médio de 30 dias, com uma perícia e respostas aos questionamentos feitos pela promotoria. A partir dessas conclusões, o MP poderá tomar novas medidas ou fazer intervenções que julgar necessárias na obra anunciada.

Fonte: http://www.diariodoaco.com.br


 

Copyright © 2012 Todos os Direitos Reservado - www.euamoipatinga.com.br
Eu Amo Ipatinga - E-mall : contato@euamoipatinga.com.br