Ipatinga, 17 de Julho de 2019
NOTÍCIAS

Acidente no contorno rodoviário mata o ortopedista Geraldo Coelho

Passageira do carro em que estava o médico também morreu em colisão no acesso clandestino do bairro Mangueiras


O médico Geraldo Coelho foi ortopedista do extinto Ipatinga Futebol Clube

Foi uma tragédia anunciada. Na noite desta terça-feira, uma violenta colisão entre um carro e um caminhão deixou duas pessoas mortas no acesso clandestino do bairro Mangueiras, em Coronel Fabriciano, para o contorno rodoviário.

O médico ortopedista, Geraldo Domingos Coelho, de 70 anos conduzia o Toyota Corola placas HHU-9020 de Ipatinga e, ao sair do acesso para entrar na rodovia, não observou o trânsito e foi atingido pelo caminhão Mercedes Benz placas GSW-5400, de Capelinha, conduzido por Jardel Pereira, de 26 anos, que não se machucou.

Já o médico e uma passageira, identificada inicialmente apenas como Rosângela, morreram no local do acidente. A ocorrência foi atendida por equipes do Corpo de Bombeiros, que estiveram no local para o resgate das vítimas.

O motorista do Corola pegaria o sentido a Ipatinga, mas não teve tempo de completar a conversão e foi atingido ainda na pista da direita, pelo caminhão que seguia sentido a Belo Horizonte.

O médico foi ortopedista do extinto Ipatinga Futebol Clube e, em maio deste ano, chegou a ser anunciado como o ortopedista do Novo Esporte, equipe de futebol profissional que se formou em Ipatinga em 2012.

. O palco do acidente

O contorno rodoviário do Vale do Aço foi criado há aproximadamente dez anos com a proposta de retirar de dentro das áreas urbanas de Timóteo e Coronel Fabriciano o tráfego da BR-381.

Foi um plano do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes criar uma pista de trânsito rápido, sem interseções. Entretanto, desde que foi inaugurado, a população reivindica a instalação de alças para acesso de veículos que saem de Timóteo e Coronel Fabriciano.

O pedido nunca foi atendido, mas os acessos surgiram ao longo dos anos e são amplamente utilizados. Sem a engenharia necessária, transformaram-se em armadilhas para quem quer encurtar a viagem entre os municípios da Região Metropolitana do Vale do Aço.

Enquanto o principal acesso clandestino, no bairro Nova Esperança em Timóteo passou a contar com um radar para reduzir a velocidade da rodovia, o que fez reduzir o número de acidentes, o acesso clandestino do Mangueiras, onde aconteceu a acidente da noite passada, fica na cabeceira de uma ponte e no meio de uma curva.

Fonte: http://www.diariodoaco.com.br/


 

Copyright © 2012 Todos os Direitos Reservado - www.euamoipatinga.com.br
Eu Amo Ipatinga - E-mall : contato@euamoipatinga.com.br