Ipatinga, 28 de Fevereiro de 2021
PERSONAGENS

JOSÉ OROZIMBO DA SILVA



Ex-presidente da Câmara Municipal José Orozimbo da Silva

Nasceu na Vila Bugre, distrito de São Sebastião do Bugre, município de Iapu, MG, no dia 1º de maio de 1915. Filho de Orozimbo Luiz da Silva e Nelcina Rosa de Medeiros. Foi casado com Judith Alves da Silva. Pai de João Expedito da Silva, João Eber da Silva, Maria Inês da Silva, Carlos Roberto da Silva, Marcos Antônio da Silva, Márcio Aurélio da Silva, Jussara de Fátima da Silva, Afonso Nonato da Silva.

José Orozimbo estava desempregado e residindo em Melo Viana quando, ao passar pelo arraial de Ipatinga, no dia 10 de janeiro de 1950, foi convidado pelo então empreiteiro de carvão da Belgo-Mineira Jair Gonçalves para trabalhar em seu escritório e armazém. Orozimbo foi tropeiro e trabalhador rural. Com o fim da empreiteira da Belgo-Mineira em 1954, colocou em prática sua profissão de alfaiate e enfermeiro (aplicação de injeções e curativos).

Trabalhou como escriturário de firmas (responsável pela escrita de cartas ou recibos de compra e venda), para a firma de Jair Gonçalves, a firma de Francisco Diniz e Silvino Pereira e Cia. Exerceu ainda a função de Juiz de Paz, responsável pela celebração de casamentos. Sua casa funcionava como um centro de informações para questões do dia a dia. Tornou-se conhecido na região ao lutar pela emancipação político-administrativa de Coronel Fabriciano, que era distrito de Antônio Dias, em 1947.

José Orozimbo ocupou o cargo de vereador em Ipatinga por três legislaturas: de 1971 a 1973, pela Aliança Renovadora Nacional – Arena; de 1973 a 1977, pelo Movimento Democrático Brasileiro – MDB; e de 1977 a 1983, pelo mesmo partido. Foi presidente da Câmara Municipal de Ipatinga, no período de 1982 a 1983; 1º secretário, em 1972; 2º secretário, em 1975; vice-presidente, em 1977 e 1978; suplente de deputado, no período de 1986 a 1990, quando foi filiado ao PTB. Realizou, como vereador, duas viagens a países estrangeiros: à Argentina, em julho de 1978, pelo Congresso da União dos Vereadores do Brasil, indo também ao Paraguai, em agosto de 1980, pela mesma entidade.

Publicou artigos no primeiro jornal da cidade: “O Ipatinga”, edições de julho e agosto de 1963, sendo editor o sr. José Edélcio Drumond Alves. José Orozimbo também participou da primeira peça teatral exibida em Ipatinga, "Josefa na Justiça" (1956), e do primeiro grupo de teatro, que funcionava no bairro Vila Ipanema: "Conjunto Teatral Esperança Intendente Câmara". Os primeiros espetáculos do grupo foram "Os Laços de Lúcifer" e "Amor Vencido".

José Orozimbo faleceu em Ipatinga no dia 29 de julho de 2000 vítima da doença de Alzheimer.

FONTE e mais detalhes sobre os PIONEIROS de Ipatinga , veja a Coletãnea de José Augusto Moraes - "IPATINGA - "Cidade Jardim". Livraria Mendanha (Bom Retiro - 3823-4277) e na "Art Publish" (Veneza II - 3822- 6019).


 

Copyright © 2012 Todos os Direitos Reservado - www.euamoipatinga.com.br
Eu Amo Ipatinga - E-mall : contato@euamoipatinga.com.br